Economizar com produtos de limpeza profissional, também passou a ser um dos objetivos das empresas ao final de 2021 e início de 2022.

As pressões inflacionárias impactaram o segmento de produtos de limpeza profissional, bem como todos os outros tipos de materiais indiretos, consumidos pelas empresas, desde EPI’s, Uniformes, Equipamentos etc.

Se preferir, você também pode consumir esse conteúdo em formato de podcast:

As pressões forçam os preços tanto dos produtos químicos de limpeza como das ferramentas de origem plásticas, devido aos valores das matérias primas atrelados ao dólar.

Tal variação também impactou desde cabos de alumínio a mops de algodão, com altas variações internacionais dos valores dessas importantes commodities, alumínio e algodão.

Se desejar você poderá navegar pelos tópicos.

economizar com produtos de limpeza

Conheça nossa linha de produtos de limpeza profissionais, são eles os responsáveis por proporcionar ainda mais economia para as empresas

   

Banner eBook Artigo como economizar com produtos de limpeza Hygibras

Já no segundo semestre de 2021, a maior parte dos fornecedores de materiais de limpeza estava reajustando seus preços pela segunda vez no ano, muito a contragosto, em uma economia que começava a demonstrar algum aquecimento.

Os principais motivos para o realinhamento de preços, diz respeito aos aumentos sucessivos dos insumos como: embalagens, mão de obra, energia, transporte e assim por diante…

Numa outra frente, relacionada as matérias primas utilizadas nos produtos químicos de limpeza, como o hidróxido de sódio, alcançaram cerca de 150% de variação nos últimos 12 meses.

Outros, como o Butilglicol e o Tripolifosfato – foram reajustados em mais de 250% em período semelhante.

 

Com os reajustes chegando aos consumidores e especialmente para as empresas, uma movimentação em relação a busca por novas opções decolou.

Entre o final de 2021 e o início de 2022, algumas empresas distribuidoras de produtos de limpeza, do estado de São Paulo e do Paraná, relataram aumento de até 78% em buscas relativas a orçamentos de materiais para limpeza de novos clientes.

O principal motivo, relatado por esse incremento nas buscas, ocorreu muito em função dos reajustes de preços dos atuais fornecedores dessas empresas, que passaram a movimentar-se em busca de proteção do seu orçamento.

Desta maneira a ideia era tanto sondar o mercado como buscar economia em produtos para limpeza.

Todavia, não se trata de um movimento isolado, as empresas sempre buscam economias, desde que não impacte diretamente sobre a qualidade dos seus produtos e serviços finais, certo?

Bem, o setor de limpeza, às vezes, acaba sendo uma das vítimas desse corte de despesas. E é difícil imaginar que não haja impacto sobre a qualidade das atividades, quando por exemplo, reduzimos profissionais da limpeza de um escritório.

Realmente nem sempre existe essa redução de qualidade, afinal de contas, existem técnicas modernas que podem exceder a redução do pessoal.

Porém, nem sempre a velocidade da criação das técnicas acompanha a necessidade de redução de despesas.

Todavia, a experiência de mercado mostra, que uma parcela importante das buscas que são efetivadas, especialmente para economizar produtos de limpeza ou mão de obra relativa a ela, nem sempre sai como o esperado.

Neste post vamos compartilhar experiências que serão positivas e tem como objetivo alertar para oportunidades e riscos inerentes a busca pela economia do segmento.

Sendo assim, esperamos contribuir com esse momento tão movimentado em relação aos aumentos frenéticos de todos os segmentos e focar no resultado de alta performance com economia em produtos de limpeza.

Dividiremos os caminhos da economia, em duas grandes vertentes, como vemos a seguir:

1) A empresa ainda é usuária de produtos caseiros de limpeza;

2) A empresa já utiliza um sistema profissional de produtos de limpeza.

 

Empresa ainda usa produtos de limpeza caseiro

Sobre essa vertente, nos falaremos de um artigo, já postado em nosso blog, sobre as possibilidades de economia em produtos de limpeza.

Veja que nesse artigo, as vantagens do material de limpeza profissional e sobre os produtos caseiros, o leitor encontrará uma grande experiência prática, de como economizar com produtos de limpeza, quando no momento ele ainda for consumidor de produtos domésticos.

O estudo levou em conta cada produto de limpeza utilizado e as respectivas possibilidades de economia, item a item.

Foram analisados produtos como: lustra móveis, álcool para limpeza, desinfetantes pronto uso, detergentes de uso geral, sapólio, água sanitária, entre outros itens. Em cada produto utilizado pelo cliente, seja ele um saco de lixo e/ou pano de chão, aplicamos o conhecimento prático e teórico e conquistamos muitas melhorias.

Desta maneira, foi possível entregar uma economia de produtos de limpeza na ordem de 30%.

Além da economia, também ficou evidente a melhoria da performance dos profissionais da limpeza e a maior satisfação dos usuários da empresa.

No entanto, nem sempre a realidade é a da empresa que usa produtos de limpeza domésticos e consegue uma parceria que viabiliza uma boa melhora em seus resultados.

Muitas vezes, as empresas já utilizam produtos de limpeza profissional e precisam das melhorias e de economia em produtos de limpeza da mesma maneira.

Sendo assim, na sequência de nosso post, abordaremos outro tipo de experiência. Vejamos a seguir.

Empresa já utiliza produtos de limpeza profissional

Certamente se faz necessário aqui, explicar os diversos níveis de produtos de limpeza profissional.

É importante esclarecer, que da mesma forma que existem várias categorias de produtos em todos os segmentos empresariais, como por exemplo, ferramentas de carpintaria, combustíveis, edificações, pisos ou tintas, também existe variações de níveis em materiais de limpeza.

Sendo assim, é simples da leitora ou leitor concluir, que os materiais de limpeza que se propõe a realizar tarefas como: desinfecção, limpeza seca de piso, secar as mãos, lavagem de vidros, entre milhares de outras tarefas, são muito diferentes entre si.

Outros artigos, já publicados por esse blog, já mostraram essas diferenças ao menos algumas dezenas de vezes nos últimos anos.

Portanto, a simples mudança sobre o uso de ferramentas de limpeza como os panos de chão e rodos, para produtos de limpeza de uso profissional, são suficientes para demonstrar a usabilidade de uma organização no que tange seus processos iniciais.

A medida com que a aceitação e aprimoramento para produtos de limpeza profissional ocorre, a qualidade e eficiência no que tange os serviços de limpeza prestados, é possível visualizar além de melhora no processo, uma significativa redução nas despesas mensais.

Nesse aspecto listaremos, alguns exemplos práticos que demonstram tal economia:

Existem pilares fundamentais em relação a muitas atividades empresariais e na limpeza profissional isso não é diferente.

Sobretudo, é neste ponto que o leitor interessado queria chegar. Saber, na prática, como economizar com produtos de limpeza, especialmente se ele já utiliza materiais de limpeza mais profissionais.

Destacamos que um equilíbrio entre a qualidade dos produtos, a correta utilização e a gestão profissional de tais componentes, proporciona uma economia segura ao longo do tempo.

Tanto é verdade, que as empresas limpadoras, que possuem distinção nesses componentes, têm se destacado ao longo dos anos em nosso mercado.

Vamos então, dar início ao material prático e diferenciado.

economizar com produtos de limpeza

A composição de preços dos produtos de limpeza é baseada também no material de suas embalagens

As embalagens de produtos químicos de limpeza

Elas têm um bom peso na composição de preços dos produtos, sejam elas embalagens primárias, como as plásticas ou as secundárias como as de papelão.

Sendo assim, a aposta por produtos com maior nível de concentração proporciona, certamente uma maior economia, já que usam até 90% menos materiais nas embalagens.

Régua da economia dos produtos de limpeza

Existe uma régua de economia imaginária, em um extremo, os produtos prontos para uso e no outro extremo os produtos hiper concentrados.

Quanto mais próximo do hiper concentrado o cliente está, maior tende ser a economia que o mesmo alcança por metro quadrado, isto é, estando mais próximo do pronto uso, maior o custo por metro quadrado da limpeza.

Deseja reduzir suas despesas com produtos de limpeza? Clique no banner a seguir e saiba como!

banner C1 - reducao de despesas Hygibras

Transporte dos produtos de limpeza 

Sendo nosso leitor e leitora, usuários de transporte, conhecem a elevação dos custos atuais.

Assim, quanto maior a frequência de compras dos produtos, menor a economia nos produtos de limpeza.

É fácil entender, vejam só, digamos que a empresa compre produtos de limpeza a cada quatro meses e o faça em grandes volumes, sendo assim, em nossa régua de economia, quanto menos pedidos de materiais fizerem ao longo do ano, maior a nossa economia, pois o custo do frete cai quando fazemos menos pedidos.

Ferramentas de limpeza e a economia certa

Em cada investimento em ferramentas, mais ou menos duráveis, a nossa régua da economia aparece novamente.

Quanto mais durável a ferramenta for, maior será a “diluição” do tempo de duração que a mesma terá, sendo assim, seu custo cai.

Verdade que para comprar precisamos ter dinheiro, porém conte com uma distribuidora de produtos para limpeza profissional para lhe apoiar em tal investimento. Seja no parcelamento, ou na orientação daquela que mais de adequa ao seu perfil.

Aproveite e use ferramentas que lhe proporcione economia direta em mão de obra e de produtos químicos de limpeza.

Considere usar pulverizadores de alta performance, que lhe entregarão economia de tempo na limpeza e até 70% de economia em produtos como desinfetantes, por exemplo.

dispensers

Dispensers de qualidade podem ajudar a economizar com sabonetes e papéis

Papéis sanitários e a redução de consumo de produtos

Nesse tipo de produto temos novamente a nossa régua da economia dos produtos de limpeza atuando.

Quanto maior a gramatura e especificidade adequada dos produtos para esse uso, como toalhas de papel e papéis higiênicos, maior a economia.

Engana-se quem imagina que ao comprar aquele papel higiênico, em formato de rolo jumbo, certamente vai economizar.

O erro pode começar exatamente na compra e na falta de adequada caracterização dos produtos que melhor lhe servem.

Como já abordamos aqui nesse blog, alguns produtos desse tipo, têm fornecedores de material de limpeza que agem de má fé e entregam gato por lebre.

Considere selecionar fornecedores tradicionais que possam até investir junto com sua empresa, em modernos sistemas de higiene pessoal, e colocar em comodato equipamentos para sua empresa atingir assim, o maior nível de padronização e economia em materiais de limpeza possíveis.

Impacto dos produtos de limpeza na saúde

Uma vez que sua empresa, opte por materiais do perfil mencionado, não renuncie aos treinamentos necessários para uso dos produtos de limpeza atingirem sua maior economia.

Sendo assim, você garante a maior economia em produtos de limpeza e atinge os maiores níveis de saúde possíveis para seus ambientes.

Ao reduzir o consumo de embalagens, sua empresa também está reduzindo o impacto delas no meio ambiente.

Já ao reduzir o consumo de fretes, a economia anda de mãos dadas com a redução do impacto ao meio ambiente.

Conclusão sobre economizar produtos de limpeza

Após tantas evidências, sejam elas ligadas às empresas que usavam produtos de limpeza caseiros ou que usavam alguns tipos de produtos de limpeza profissional, demonstramos oportunidades práticas de reduzir suas despesas.

Aproveite e aplique algumas dessas melhorias em sua empresa ainda esse mês e passe a economizar com produtos de limpeza e cuide da saúde de todos os envolvidos, sejam eles os seus clientes, os usuários das edificações ou os operadores da limpeza.

Gostou do nosso artigo? Acesse nosso site e saiba mais sobre higiene e limpeza.

Se desejar você pode ouvir esse artigo em formato de Podcast.

Boa economia e até a próxima!

Este artigo foi visto primeiro em: General Clean