A mão é o principal meio de contaminação e transmissão de doenças, seja de forma direta (contato direto com outras pessoas) e/ou indireta (contato com objetos e superfícies contaminadas). Sendo assim, é de grande importância ter a consciência de como se deve realizar a higienização das mãos de forma correta!

Portanto, a forma mais eficaz de combater a propagação de tais microrganismos é através da higienização correta das mãos. Mas, afinal por que será que nem todos nós lavamos as mãos e por que nem sempre realizamos este processo corretamente? Isto pode ser explicado por alguns fatores:

  • Baixa qualidade do sabão;
  • Uso adequado do dispenser e saboneteira;
  • Falta de conhecimento sobre os riscos de não se lavar as mãos corretamente.

Vamos lhe mostrar abaixo dicas e orientações sobre: Como fazer a higienização das mãos, e porque a prática da mesma pode melhorar a saúde de indivíduos.  Vamos lá? Fique conosco!

O que é a Higienização das mãos?

A higienização das mãos, consiste na ação mecânica para que possa ocorrer o processo de desinfecção, atravéz do uso de água e sabão, além da adoção de formulações antissépticas que visam complementar sua eficácia.

Dica de nosso especialista sobre a frequência ideal lavagem de mãos

Em suma, é a forma mais simples e importante para a prevenção e controle de infecções e bactérias. Sendo assim, deve ser praticada por todas as pessoas em qualquer ambiente, visto que, é ela quem garante o afastamento de possíveis doenças que possam vir a estar presentes em nossas mãos.

Se tratando de ambientes e setores destinados a saúde, a higienização das mãos se torna um fator primordial, sobretudo, no que tange a redução da propagação de bactérias nocivas que possam vir a desencadear doenças.

Seu principal papel tem a finalidade de remover sujeiras, suor, oleosidade, pelos e células mortas, bem como eliminar bactérias e vírus.

higiene das mãos - técnica

Profissional higienizando as mãos.

Aprenda quais são os 4 meios de higienização

Existem quatro tipos de higienização das mãos. Cada uma é destinada para um determinado ambiente e/ou situação. Vejamos quais são elas e quando devem ser utilizadas.

1 – Higienização simples das mãos

Este método deve ter duração entre 40 a 60 segundos para que de fato sua eficácia seja atingida. Para isso, utilizamos apenas água corrente e sabão (líquido e/ou espuma).

Deve ser adotado antes e após algumas atividades que fazem parte do nosso cotidiano, como: utilização do banheiro, antes de realizar refeições, entre outras situações e/ou ambientes aos quais frequentamos.

2 – Higienização antisséptica das mãos

Esta higienização é feita seguindo os mesmos passos acima, entretanto, se é feito a substituição do sabão comum, por um produto antisséptico e água corrente. Este tipo de lavagem, por utilizar uma fórmula antisséptica, garante uma limpeza mais eficiente, sendo recomendado para profissionais que atuam nos setores de saúde e/ou food service.

Ambientes onde o uso do sabonete antisséptico é comumente utilizado: hospitais, clínicas, laboratórios, clínicas veterinárias, restaurantes, refeitórios, cozinhas industriais, entre outros, onde se faz necessário o cuidado com a higienização das mãos.

ebook hygibras

Baixe agora o nosso guia completo

3 – Higienização por fricção antisséptica 

Ao falarmos da higienização por fricção antisséptica, nos referimos ao uso do álcool gel,  preferencialmente de teor 70%, ao qual pode ser manipulado como alternativa para realizar a higienização das mãos, em situações as quais não se é possível o uso de água e sabão.

Sendo assim, se realizada de forma correta fazendo o uso de produtos de qualidade, sua taxa de eficácia corresponde a eliminação de até 99% das bactérias que possam vir a estar presentes.

Esta técnica pode ser aplicada por qualquer indivíduo, estando em qualquer ambiente e/ou situação e seu processo deve durar cerca de 20 a 30 segundos.

Conheça a importãncia do uso do álcool gel de qualidade.

4 – Higienização antisséptica cirúrgica ou preparo pré-operatório

A higienização das mãos pré-operatória é utilizada principalmente em hospitais e clínicas, antecedendo cirurgias e procedimentos hospitalares. Este procedimento deve obedecer algumas regras, como: evitar contato com a torneira ao final da lavagem bem como, fazer o uso de toalhas e/ou compressas estéreis para a secagem das mãos e braço. Sendo assim, o uso do produto em dispensadores, se torna um facilitador, oferencendo maior praticidade e segurança ao indíviduo. Deve ter duração de no mínimo 2 minutos, podendo durar até 5 minutos.

Orientação da higiene das mãos pré-cirúrgico. 

Nos dias atuais, estão disponíveis nos mercados e distribuidoras de produtos químicos, insumos e soluções alcoólicas que substituem os sistemas mais tradicionais.

Conclusão

A higienização correta das mãos é um fator primordial e necessário, sobretudo, no que tange o cuidado á nossa saúde e bem estar. Afinal, este simples procedimento é capaz de eliminar bactérias, mitigar a proliferação de doenças e garante, desta forma, qualidade vida e saúde.

Sendo assim, a higienização das mãos, deve ser uma prática que deve ser feita constantemente afim de garantirmos o asfastamento de possíveis doenças.

Este post foi atualizado pela última vez em 24 de novembro de 2021

Referências:

Anvisa

Blog Saúde