De acordo com a Proteste, o álcool é um dos produtos mais utilizados por brasileiros quando se pensa na limpeza efetiva de ambientes.

Além de ser útil também para a desinfecção e assepsia de objetos, acessórios, superfícies e até mesmo para higiene das mãos.

Diferentemente de outros produtos de limpeza, o fato dele ser comercializado facilmente em qualquer estabelecimento e sem qualquer controle e fiscalização, colabora para sua ampla utilização na limpeza, tanto em ambientes domésticos quanto corporativos.

Mas será que o álcool é realmente a melhor opção para uma limpeza eficiente, eficaz e segura? Fique conosco para entender.

Álcool não desinfeta corretamente

Somente o álcool 70% tem realmente o poder de matar bactérias e demais microrganismos nocivos para a saúde. Qualquer concentração acima ou abaixo desta, não terá qualquer efeito sobre tais microrganismos.

Além disso, para que o álcool realmente exerça a função de desinfetar, é necessário friccioná-lo com uma boa pressão sobre a superfície ou as mãos por, mais ou menos, 30 segundos ou respeitando o tempo de exposição especificado na embalagem.

Entretanto, estes itens são raramente respeitados ou seguidos pelas pessoas e profissionais que o utilizam. O resultado, portanto, é o gasto com um produto sem a ação efetiva para a sua empresa. Em outras palavras, significa dizer que sua empresa está jogando o dinheiro fora e diminuindo o seu lucro.

Da mesma forma, ele é um produto altamente volátil e de rápida evaporação em temperatura ambiente. O que também não permite a desinfecção de uma forma realmente segura em ambientes que necessitam dela. Tais como: hospitais, clínicas, laboratórios, indústrias, escritórios, etc.

Restrições para alguns tipos de superfícies e materiais

O que muitas pessoas também não sabem é que o álcool não deve ser utilizado para limpeza em alguns tipos de materiais. Pois provoca o ressecamento, perda da elasticidade ou até mesmo a opacidade dos mesmos.

Os materiais que não devem ser limpos com o álcool de forma alguma são:

  • Plásticos;
  • Borrachas;
  • Equipamentos eletrônicos, tais como computadores, celulares, etc.;
  • Acrílico.

Utilizá-lo nesses materiais pode até matar os vírus ou bactérias, desde de que respeitado o processo adequado. Entretanto, atingirá também o seu bolso e o caixa da sua empresa, que precisará repor e trocar tais itens com maior frequência, devido ao mal-uso.

Temos um ótimo artigo que trata sobre como a limpeza profissional impacta em seus negócios. Para ler, clique aqui.

Perigos  do álcool para a sua saúde

De acordo com uma publicação da Revista Brasileira de Queimaduras, o álcool é um dos grandes responsáveis pelo elevado índice de acidentes e queimaduras no país.

Isso ocorre pois, além ser um produto de fácil acesso e altamente inflamável, os brasileiros possuem a cultura de utilizá-lo como agente de limpeza e antissepsia, tanto em ambiente empresarial quanto doméstico.

Contudo, na maioria das vezes, fazemos isso sem ter o entendimento e informação da sua fácil combustão e fragilidade das embalagens de plástico.

Ainda de acordo com esta revista, em um estudo realizado com 33 vítimas de queimaduras, 20 delas se deram por meio de agentes inflamáveis. Isso representou 60% da amostra, e o álcool era o principal agente causador de tais queimaduras.

Algumas campanhas de conscientização já estão sendo feitas para alertar sobre os cuidados necessários quanto a utilização do álcool no país. E também para diminuir e eliminar o seu uso, principalmente em ambientes domésticos.

 Substituições para a limpeza

É possível realizar a limpeza profissional de forma eficiente e eficaz, ao mesmo tempo em que se garante a segurança de quem o utiliza. As nossas indicações são:

Garra Oxiativo: um detergente indicado para a limpeza profissional de todas as superfícies laváveis, por exemplo: restaurantes, indústrias, farmacêuticas, shoppings centers, hospitais, dentre outros. Ele é um produto sem qualquer aroma ou corante, não deixa resíduos nas superfícies e também não faz mal à saúde. Para saber mais, clique aqui.

Outro produto é o Optgerm. Um desinfetante para superfícies fixas e artigos não críticos para hospitais, clínicas médicas e odontológicas, laboratórios e demais estabelecimentos da área da saúde. Ele é um produto concentrado e proporciona limpeza e desinfecção eficiente com um baixo custo operacional. Está disponível nas versões: bomba de 5L ou frasco de 2L. Para saber mais, clique aqui.

Conclusão 

O álcool é um produto desinfetante e antisséptico, cujo objetivo é matar bactérias e demais microrganismos que são nocivos para a saúde. Entretanto, ele não deve ser utilizado como agente de limpeza profissional e doméstica.

Vale ressaltar que ele é um ótimo produto para desinfecção, principalmente sua versão em gel para a higiene das mãos. Porém quando utilizado de maneira correta.

Portanto, precisamos mudar a nossa crença de que ele é o melhor e único agente para uma limpeza eficiente. E passar a considerar outros produtos que cumprem o mesmo papel que ele. Porém sem apresentar qualquer risco à saúde, prejudicar materiais ou até mesmo o bolso dos empresários e donos de negócio.

 Fontes