Você sabe porque não devemos usar o álcool na limpeza doméstica?

O álcool na limpeza é altamente inflamável e suscetível a acidentes. Além disso, para uma limpeza efetiva, é necessária uma alta fricção na superfície, e um tempo de ação prolongado. Há ainda um desconhecimento do álcool que pode ser utilizado na limpeza, afinal, apenas o álcool 70% é indicado.

Se desejar também pode ouvir sobre álcool na limpeza em forma de áudio em nosso podcast de limpeza profissional.

Para que serve o álcool isopropílico?

alcool para limpeza de eletronicos

O álcool na limpeza isopropílico é bastante usado para a limpeza de eletrônicos.

O nome do álcool isopropílico se refere aos compostos químicos “isopropanol” e etanol (álcool etílico).

Como o álcool isopropílico apresenta em sua constituição menos que 1% de água, ele acabou se tornando altamente recomendado para a limpeza e higienização de equipamentos eletrônicos.

Para efeito de comparação, o álcool 70% é constituído com 30% de água. Isso faz com que ele não seja aconselhado para a limpeza de eletrônicos como o isopropílico, porém é indicado para a realização de limpeza e desinfecções de superfícies.

Sendo assim, é válido salientar que proporções diferentes da concentração “70% álcool e 30% água” não são capazes de realizar limpezas ou desinfecções.

Por que o álcool na limpeza não desinfeta? 

Somente álcool na limpeza em soluções de álcool 70% têm a capacidade de eliminar bactérias e demais microrganismos nocivos para a saúde. Qualquer concentração acima ou abaixo desta, não surtirá qualquer efeito.

Além disso, para que o álcool realmente exerça a função de desinfetar, é necessário friccioná-lo com uma boa pressão sobre a superfície ou as mãos por, mais ou menos, 30 segundos, ou respeitando o tempo de exposição especificado na embalagem.

Entretanto, estes itens são raramente respeitados ou seguidos pelas pessoas e profissionais que o utilizam. O resultado, portanto, é o gasto com um produto sem a ação esperada. Em âmbitos profissionais, esse cenário do mau uso do álcool faz com que a empresa gaste dinheiro sem receber resultados em troca, prejudicando seu lucro.

Além disso, o álcool é um produto altamente volátil. Tais características fazem com que sua escolha para desinfecção seja equivocada na maior parte das vezes por conta de sua rápida evaporação, não sendo prático e nem viável para setores mais críticos e delicados, como ambientes hospitalares, clínicas, laboratórios, cozinhas, restaurantes, etc.

C5- Banner artigo Hygibras

Álcool para limpar eletrônicos funciona?

O que muitas pessoas também não sabem é que o uso do álcool na limpeza é altamente desaconselhado em uma gama de materiais, por provocar ressecamento, perda de elasticidade ou, até mesmo, causar opacidade.

Os materiais que não devem ser limpos com o álcool de forma alguma são:

  1. Plásticos;
  2. Borrachas;
  3. Equipamentos eletrônicos (computadores, celulares, etc.);
  4. Acrílico.

Utilizá-lo nesses materiais pode torná-los inutilizáveis ou desfigurados, impactando negativamente no seu bolso ou no caixa da sua empresa, que precisará repor e trocar tais itens com maior frequência devido ao mal-uso.

Aliás, temos um ótimo material que aborda sobre o impacto da limpeza nos negócios para você ler, não deixe de conferir.

Quais são os principais tipos de álcool?

alcool de limpeza de superficies

O fácil acesso ao álcool faz com que ele seja um dos principais agentes de queimaduras do país.

  1. Álcool 46%
  2. Álcool em gel 70% antisséptico
  3. Álcool 92,6%
  4. Álcool em espuma
  5. Álcool gel hidratante
  6. Álcool absoluto
  7. Álcool isopropílico

Devo usar álcool para limpeza doméstica?

É possível realizar a limpeza profissional de forma eficiente e eficaz, ao mesmo tempo em que se garante a segurança de quem o utiliza.

Para isso, indicamos a seguir alguns produtos que podem facilmente substituir o álcool na limpeza , sem oferecer grandes riscos à saúde:

1. Garra Oxiativo. 

O Garra Oxiativo é um detergente indicado para a limpeza profissional de todas as superfícies laváveis, como por exemplo: restaurantes, indústrias, farmacêuticas, shoppings centers, hospitais, dentre outros.

Ele é um produto sem qualquer aroma ou corante, e não deixando resíduos nas superfícies, além de não fazer mal à saúde como o álcool na limpeza.

Você pode conferir mais detalhes do Garra Oxiativo, e até vídeos de seu uso, nessa página dedicada ao modo de usar do produto.

2. Optigerm

Outro produto é o Optigerm, um desinfetante para superfícies fixas e artigos não críticos para hospitais, clínicas médicas, odontológicas, laboratórios e demais estabelecimentos da área da saúde.

Ele é um produto concentrado e proporciona limpeza e desinfecção eficiente com um baixo custo operacional. Está disponível nas versões: bombona de 5L ou frasco de 2L.

Você também pode conferir nossa página dedicada aos modos de uso do Optigerm, para substituir de vez o álcool na limpeza.

Conclusão

O álcool é um produto desinfetante e antisséptico, cujo objetivo é matar bactérias e demais microrganismos que são nocivos para a saúde. Entretanto, não é aconselhado o álcool na limpeza profissional e doméstica.

Vale ressaltar que ele é um ótimo produto para desinfecção, principalmente sua versão em gel para a higiene das mãos, mas apenas quando utilizado de maneira correta.

Portanto, é preciso abrirmos espaço para outras alternativas de produtos de desinfecção de ambientes sem apresentar qualquer risco à saúde, prejudicar materiais ou até mesmo o bolso dos empresários e donos de negócio.

Esperamos que tenha gostado do nosso conteúdo de álcool na limpeza.

Nos vemos na próxima semana!

Referências: