Papel Higiênico no Vaso Sanitário: É certo ou errado?

Papel Higiênico no Vaso Sanitário, Jogar Lá é Certo ou Errado… e o que dizer do Papel Higiênico Hidrossolúvel? Ele seria a solução definitiva ?

Clique em reproduzir para ouvir este artigo em formato de podcast.

Desde cedo aprendemos que devemos jogar o papel higiênico no lixo.

Por outro lado, em países considerados mais desenvolvidos, o hábito é exatamente o contrário: o papel higiênico é descartado diretamente no vaso sanitário após o uso.

Mas qual ação é a mais correta para a saúde e o meio ambiente? Fique conosco para entender essa discussão ! Se desejar você poderá navegar entre os tópicos.

Veja 7 dicas de como escolher papel higiênico para empresas.

 

Papel Higiênico No Vaso Sanitário, Certo ou Errado ?

O papel higiênico hidrossolúvel poderá proporcionar mais praticidade no seu dia a dia

 

Papel Higiênico Biodegradável no Vaso Sanitário

Para nossa tranquilidade, de um modo geral, todo papel higiênico presente no mercado é biodegradável, ou seja, são compostos apenas por matérias orgânicas. Neste caso, a celulose é retirada das árvores e se decompõem facilmente no meio ambiente, contribuindo assim com a redução de lixo e com a poluição.

Desta forma, ao jogar o papel higiênico seja no lixo ou no vaso sanitário, teríamos uma garantia de que ele se degradaria quase por completo, fosse ao longo do trajeto da rede de esgoto ou a posteriori, nos lixões, principalmente com aqueles papéis de melhor qualidade.

Mas pensemos sobre os riscos de contaminação por contato com os resíduos corporais, como por exemplo fezes e sangue. Só por esse motivo já deveríamos reconsiderar nosso hábito de jogar na lixeira, mas sim passar mesmo em jogar no vaso sanitário, concorda?

Entretanto contrapondo ao comportamento de jogar o papel no vaso sanitário, mas sim defendendo o hábito de jogar no vaso sanitário. Ele beneficia o meio ambiente, uma vez que a sacolinha ou saco de lixo, que as vezes utilizamos para descartar o papel higiênico, polui mais que ele próprio. Enquanto o papel higiênico demora cerca de 4 meses para sua decomposição, as sacolinhas plásticas podem demorar cerca de 40 anos.

Papel Higiênico Hidrossolúvel 

Esse é um tema bastante polêmico. A hidrossolubilidade de um papel é uma característica peculiar na maior parte dos papéis higiênicos do mercado, especialmente os produzidos com fibras virgens. Ela tem a ver com a capacidade do papel higiênico em se desmanchar na água durante o processo de chegada na estação de tratamento de esgotos.

Sendo assim, se meu papel for hidrossolúvel, posso jogar o papel higiênico no vaso sanitário?

Não podemos jogar todos os papéis no vaso, pois teremos ainda a questão da rede interna de esgoto. Outra questão que seria crítica é a de criar o hábito de jogar todos os papéis no vaso. Sendo assim, em breve, as pessoas passariam a jogar o Papel Toalha também no vaso.

Mas esse tipo de papel é outro tema, pois ele tem uma resistência a umidade muito alta e então, não se dissolverá na água. Não podemos jogar papel toalha no vaso sanitário sob pena de causar grandes prejuízos para o estabelecimento ou nossa casa.

Voltando ao papel higiênico. Ainda que sua empresa escolha um produto de boa qualidade e com uma boa capacidade de hidrossolubilidade, nada garante que ao jogar os papéis no vaso eles não entupirão a sua rede interna de esgoto.

Papel Higiênico no Lixo

ph no vaso, certo ou errado?

Placa avisando proibição de descartes no vaso.

Apesar das possibilidades destacadas acima, nós ainda não temos o padrão e costume de jogar o papel higiênico no vaso, sendo que jogar na lixeira acaba sendo a maior escolha. Um dos motivos é que, nos países mais desenvolvidos que possuem o hábito de descartar o papel no vaso, o saneamento básico é garantido para praticamente toda a população. Já no Brasil, sabemos que essa realidade é bastante diferente.

Segundo dados do IBGE em 2018, há uma grande diferença em relação à coleta de esgoto entre as regiões do país. De acordo com o estudo, constatou-se que a região que mais trata o material que coleta (93,7%) é a Sul, seguida por Centro-Oeste (92,6%), Nordeste (80,08%) e Sudeste (67,3%).

Além disso, de acordo com o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), em 2017 constatou-se que de toda a rede de esgoto coletada, somente 73,7% é tratado. Contudo, se considerarmos todo o esgoto gerado no país (incluindo os não coletados), apenas 46% recebem tratamento.

A razão pela qual não podemos jogar o papel higiênico no vaso sanitário é o risco de entupimento da rede de esgoto e até mesmo a inexistência de uma rede em diversos lugares do Brasil.

Desse modo, um problema que dificulta a possibilidade de jogar papel higiênico no vaso é sim a falta de boa infraestrutura ao redor do país. Afinal, saneamento básico é a realidade para uma parcela da população e não toda ela.

Papel Higiênico Hidrossolúvel Lei

Papel Higiênico Hidrossolúvel Lei

Projetos de Lei sobre Papel Higiênico Hidrossolúvel 

O Projeto de Lei 5349/19 obriga estabelecimentos comerciais e alimentares e prédios de instituições públicas a disponibilizarem papel higiênico hidrossolúvel ou duchas higiênicas em seus banheiros.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Trata-se de um projeto que não teve grande aceitação devido as questões sanitárias, financeiras e de impacto relativo, uma vez que ainda seria necessário um pouco de papel higiênico hidrossolúvel para secagem do corpo.

Valeria a pena sim, termos opções viáveis e descartar os papéis no vaso, mas vejamos abaixo mais uma questão ao controverso tema.

Jogar papel higiênico no vaso requer um consumo muito maior de água, ou seja, uma descarga a mais. A diferença aqui estaria na ordem de 6 litros a mais por descarga, sendo portanto dobrado o consumo de água habitual de uma caixa acoplada de 6 litros.

Portanto temos mais uma questão importante, o aumento no consumo desse bem tão precioso.

considerações da sabesp

Jogar papel higiênico no vaso pode causar entupimentos.

Considerações da Sabesp

De acordo com a Sabesp, os entupimentos ocorrem em redes domiciliares mais antigas e devido aos canos muito curvos.

Já nos prédios, sejam residenciais ou empresariais, devido a maior pressão da água e dos desníveis mais elevados, eles acabam não sofrendo com obstruções por resíduos.

A Sabesp ainda afirma que não há registro, por parte dos coletores públicos, de entupimentos dos canos ocorridos pelo descarte de papel higiênico no vaso. Além disso, tais obstruções estão associadas a outros tipos de materiais jogados no vaso sanitário e que deveriam ser descartados no lixo. Por exemplo: cabelo, tubos de pasta de dente, bitucas de cigarro, algodão, brinquedos, cotonetes, absorventes, preservativos, entre outros materiais.

Conclusão

Papel higiênico - Papel higiênico hidrossolúvel

Respeito ao meio ambiente é um dever de todos

Evidentemente o mais correto seria descartar o papel higiênico no vaso sanitário diretamente, eliminando o contato com as fezes e demais contaminantes,  diminuindo as contaminações, o lixo e também o impacto causado ao meio ambiente.

A outra grande vantagem de jogar diretamente no vaso está na liberação de mão de obra para coleta do lixo dos banheiros.

Porém, não são todos os locais que estão preparados para essa mudança de hábito. Desse modo, é de suma importância verificar a disponibilidade do tratamento de esgoto no local da sua empresa ou residência.

Além disso, é necessário também a conscientização das pessoas de que devemos descartar apenas o papel higiênico no vaso, enquanto que outros resíduos devem ser descartados nas lixeiras.

Para saber mais sobre nossos produtos de limpeza e papéis sanitários, acesse o nosso site.

Esse post foi atualizado no dia 24 de agosto de 2021

Fontes: